(51) 99845-1392 ricardo@raifone.com.br

De fato, quando falamos de Inteligência Artificial, a primeira coisa que nos vem a cabeça são aqueles filmes futurísticos, ou a substituição da mão de obra humana pela utilização de robôs, num futuro distante. A verdade é que essas tecnologias já existem, e está mais próxima de nós do que imaginamos.

Através da inteligência artificial, a maquinas e programas entendam situações complexas, capitem experiência e, sucessivamente, aprendam com elas, assim como nós resolvemos os problemas do dia-a-dia.
Em suma, os computadores são programados para reconhecer padrões de dados e processar uma grande quantidade deles, assim, cumprir tarefas segundo o que esse dados vão significar.

IA: Onde tudo começou

A princípio, Inteligência Artificial já é termo conhecido desde 1956. Entretanto, o intenso volume de dados, o uso dos algoritmos e a grande demanda por novas tecnologias, foram os principais responsáveis pela popularização do termo atualmente.
Os primeiros testes utilizando essa tecnologia começaram nos anos 50. Logo em 1960, interessado pelo que esse tipo de tecnologia poderia oferecer, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos começou a capacitar os computadores para que imitassem o raciocínio humano. A partir disto, inúmeros trabalhos foram embasados nessa tecnologia, como mapeamento de ruas, por exemplo.

Esses projetos encaminharam a lógica de funcionamento racional dos computadores que nós conhecemos atualmente, como as ferramentas de pesquisa inteligente, entre outros mecanismos dos quais lançamos mão para otimizar o nosso dia-a-dia.
Diferentemente dos robôs Androides retratados nos filmes de ficção cientifica de Hollywood, a verdadeira cara das inteligências artificiais que temos hoje em dia não é assustadora, nem tão desenvolvida assim. O que temos como realidade são tecnologias que vem ajudado a melhorar cada vez mais o desenvolvimento.

Como a inteligência artificial está sendo usada?

Acredite, a demanda pelas IAs nas indústrias tem sido cada vez maior. A seguir, confira como estão sendo utilizadas essas tecnologias para otimização do nosso dia-a-dia:

  • Serviços de saúde: a tecnologia pode ser tanto utilizada para formulação de medicamentos como para a leitura de exames personalizada. Você pode lançar mão de assistentes pessoais, que te lembrarão de tomar os remédios, exercitar, beber água e até contabilizarão seu consumo e gasto calóricos.
  • Comercio: Existe a possibilidade de desenvolver varejistas e atendentes virtuais, que poderão oferecer recomendações personalizadas e negociar o pagamento com os seus consumidores. Sistemas para gerir o seu estoque de forma inteligente também não estão de fora.
  • Industria: as inteligências artificiais podem analisar os dados dos produtos fabricados através da internet das coisas, trazendo informações muito importantes sobre desempenho e marketing de determinado produto, otimizando a criação e produção dos mesmos.
  • Esportes: As IAs podem ser utilizadas para levantar dados sobre o desempenho das partidas, através de relatórios e captura de imagens, e auxiliar na formatação das estratégias de jogo.

Se unir ou ser substituído?

O maior medo e tabu sobre as inteligências artificiais é sobre a lenda de que um dia vamos perder nossos cargos para elas. De fato, as IAs não estão aqui para nos substituir! A verdade é que essas tecnologias foram criadas para agregar valor ao nosso trabalho. Os algoritmos de inteligência artificial captam e processam as informações de forma diferente do ser humano, e é por isso que a parceria entre os dois é melhor formula para um trabalho completo. Ao trabalhar com as IAs você estará:

  • Otimizando o desempenho analítico de informações
  • Expandindo a sua própria capacidade, aumentando o seu potencial
  • Superando barreiras linguísticas e socioeconômicas

Com certeza, as vantagens são incríveis, e essa é uma realidade que, apesar de parecer futurística, está mais próxima do que você imagina. A capacitação constante é necessária para que possamos acompanhar a revolução digital, mas, sem dúvidas, ela sempre estará ao nosso favor.

Dúvida? Pergunte-me