O mundo globalizado é um mundo conectado. É só caminhar pelas ruas que é possível notar quantidade pessoas que estão ligadas em seus smartphones. A tecnologia também veio para facilitar nossa vida com transações de banco, compras online, contato com pessoa no exterior e fechamento de negócios a sua mão com dois cliques.

Tecnologias, das quais aqueles que viveram a 30, 40 e 50 anos jamais imaginariam, estão dispostas ao nosso alcance de forma cotidiana. A própria televisão tem tentado se reinventar com urgência para se equiparar ao entretenimento oferecido pela internet. Por que estamos tão conectados o tempo todo?

Um País conectado

Mais de 60% da população brasileira está conectada na internet, equivalente a mais de 100 milhões de pessoas. A porcentagem é equivalente quanto ao número de casas que tem acesso ao cyber espaço. Dentro dessa população, as mulheres são as mais conectadas e, em relação a faixa etária, os jovens são os que mais tem acessados as redes.

Porém, nos últimos anos, crianças e idosos tem ganhado cada vez mais espaço na internet, um aumento de 25%, e os conteúdos, produtos e serviços voltados para esses grupos tem aumentado proporcionalmente.

No ranking dos países que ficam mais online, o Brasil é 3o País mais conectado, alcançando uma média de 9 horas online por dia. Muito mais do que o tempo que a maioria da população dorme.

O Celular

Os celulares com acesso as redes (smartphones) são os principais responsáveis pelo aumento da conectividade da população. É um jeito fácil, rápido e acessível de navegar pela internet, e tem uma grande gama de serviços disponíveis, que aperfeiçoam o cotidiano da população, podendo ser pagos ou não, através de aplicativos.

Comercio na internet: transformando conexão em renda

O acesso massivo às redes sociais, maior velocidade de conexão e a criação de vínculos online entre empresa e consumidor, tem feito com que os clientes percam cada vez mais o medo de fazer compras online. Proporcionalmente, as vendas online têm aumentado grandemente, bem como a quantidade e qualidade de produtos disponíveis nas redes.

É possível, por exemplo, fazer compras no supermercado sem sair de casa. Isso gera um maior conforto e ganho de tempo ao consumidor, ao mesmo tempo que oferece novos horizontes para as empresas, tornando seus serviços cada vez mais eficientes e inteligentes.

Essa conectividade não está só a favor dos grandes empresários. Qualquer microempreendedor pode e deve usar e a internet ao seu favor.

É possível anunciar e vender o seu produto na internet, realizar bazares, promover eventos e até revender os produtos de outras pessoas.

Sites que podem te ajudar a vender produtos e serviços de outras pessoas online:

  • Hotmart
  • Eduzz
  • Monetizze

Sites que podem ajudar você a vender o seu produto:

  • Enjoei
  • OLX
  • Mercado Livre

Se você entender ou quiser investir em um web designer de primeira, você pode criar um site para fazer suas transações e vender seus produtos, mas esses objetivos também podem ser alcançados utilizando as redes sociais.

Hoje em dia com as variações de pessoas conectadas o tempo todo na internet e pesquisando várias e várias formas de comprar e vender seus produtos online, fica muito mais fácil de se conectar com seu cliente e vendedor e de quebra ter uma forma de transação segura online.

Gostou desse artigo? Deixe seu comentário com sugestão e dicas do que você quer ver por aqui.

Um abraço e até a próxima!

 

Dúvida? Pergunte-me