Atualmente, o aumento da população brasileira com acesso à internet, além dos grandes avanços na inclusão digital, vem definindo o nosso cenário de desenvolvimento, apesar de ainda existir uma grande desigualdade socioeconômica de classes e regional.

Esse crescimento resulta da grande ascensão socioeconômica dos últimos anos, o que resultou no maior acesso dás famílias a comprarem dispositivos que se conectem a internet. Além disso, as empresas e escolas também estão sentindo a necessidade de estar cada vez mais informatizadas.

Uma revolução com preços salgados

O que mais tem desestimulado o desenvolvimento digital no país, é que o Brasil está no hanking entre os países com a conexão de internet banda larga mais cara do mundo, o que faz com que essa tecnologia se concentre nos grandes centros ricos do país (outra faceta que demonstra a tamanha desigualdade que ainda reside no país).

As principais consequências disso são atrasos no desenvolvimento digital e no ensino a distância, atrasando o envio de conhecimento científico e assim desestimulando a produção do mesmo.

Inclusão digital

Incluir digitalmente a população é muito mais do que apenas ter acesso a internet propriamente dita. É saber utilizar a rede e os dispositivos que se conectam a ela, desenvolvendo a ferramenta para as mais variadas funções. Essas atividades podem ser divididas em três diferentes níveis:

  • No primeiro, temos a internet como meio de comunicação, dando destaque as redes sociais, onde o indivíduo poderá interagir de forma variada com a sociedade online.
  • Em segundo lugar, temos a internet como fonte de informação, onde, através de ferramentas de busca e sites, o indivíduo possa encontrar uma variedade de conteúdo para muitos fins.
  • Por fim, temos a internet como Inclusão Digital, onde o indivíduo possa usar as redes para produzir, aprimorar e compartilhar conteúdos de multimídia, blogs, páginas da web, entre outros materiais e produtos.

O Comitê Gestor da Internet, que coordena pesquisas anualmente, aponta que, nos últimos 15 anos, houve um crescimento não só do acesso da população a dispositivos conectados, mas também, o conhecimento e habilidade se desenvolveram grandemente.

Os mesmos estudos apontam que, nesse mesmo período, o número de pessoas utilizando os mecanismos de busca da internet para variados fins dobraram, bem como o percentual de pessoas que começaram a utilizar plataformas online para se organizar. Mais da metade dos indivíduos alega ter aprendido de forma informal, enquanto 25% disseram ter procurado cursos de informática para aprender a navegar na web.

Qual será o impacto no meu negócio?

Hoje em dia, é muito difícil desvincular os nossos negócios com o impacto que a internet pode trazer, principalmente porque as redes tem sido a principal fonte de divulgação, marketing e negociação.

A princípio, para um crescimento de sucesso, conhecer bem o seu consumidor é importante, principalmente seus hábitos, porque é o comportamento humano que tem ditado aonde investir com segurança.

Antigamente, o hábito de ler jornais físicos, por exemplo, ditou por muitos anos a publicidade. Hoje, com e revolução digital, muita coisa mudou e é bom ficar por dentro:

  • O consumo de conteúdo online é 24h. Planeje a distribuição do seu conteúdo.
  • Os objetivos são alcançados mais facilmente quando a informação é rápida e direta
  • Use e abuse dos materiais multimídias! Eles chamam a atenção e enriquecem seu conteúdo.
  • Veja se é possível ter acesso ao seu conteúdo pelos Smartphones. Eles vêm sendo a principal porta de entrada do seu consumidor nas redes.
  • Utilize técnicas de SEO e deixe o algoritmo sempre ao seu favor.

De fato, a revolução digital é crescente e um bem necessário, para que haja seja cada vez maior o crescimento e enriquecimento do conhecimento da população brasileira. Quanto maior for o alcance da inclusão digital no Brasil, maior desenvolvimento tecnológico e filosófico poderá ser alcançado, além da expansão da cultura, instigando sempre a população à busca da aprendizagem.

Por fim, cabe a nós investir na tecnologia e na educação dentro e fora das nossas empresas, visando um futuro de desenvolvimento positivo não só pessoal, mas para a sociedade que nos cerca.

Dúvida? Pergunte-me